A Associação


Serviços


Simmental Fleckvieh


Cooperativa Nortilha



Notícias




COMUNICADO SOBRE A AGRICULTURA DO PICO DEVIDO À GREVE NOS PORTOS.



                                                                                                               

  Comunicado sobre a situação da agricultura do Pico devido às greves nos portos.

Exmos. Srs.


Parece que um mal nunca vem só! Não bastava a situação da LactoPico, tivemos de levar com uma tempestade e ainda temos de suportar uma greve de estivadores que teimam em não terminar.


Não pomos em causa os seus motivos, nem sequer tão pouco questioná-los, mas resultado desta situação hoje segunda-feira 24 de Setembro de 2012, os produtores de carne do Pico continuam, e passadas duas semanas sem abater animais, excepto para consumo local e desmancha no Pico, e ainda não sabem quando voltam a abater animais.


A juntar a este período de tempo as duas semanas anteriores, em que os barcos alteraram as suas rotas impedindo um planeamento adequado dos abates nessas semanas.
Sendo assim, há um mês que os produtores de carne do Pico vêem os seus abates alterados e na maioria das vezes cancelados.


Esta situação prejudicará claramente o numero de abates que se farão no Matadouro do Pico e mais grave do que isso, está a trazer prejuízos para os nossos produtores e operadores do sector.


Por exemplo no caso das vitelas e vitelões, que tem de ser abatidos antes de completarem 8 e 12 meses respectivamente, com estes sucessivos cancelamentos, os animais ultrapassam a idade e passam a ser comercializados com outra idade e categoria, desvalorizando e muito no preço pago ao produtor.

No que respeita á saída de gado vivo, também esta situação está a atrasar a sua exportação fazendo com que os produtores estejam um pouco limitados no escoamento dos seus animais.


Mas se a situação é grave no sector da carne devido a falarmos de um produto comercializado em fresco, no que respeita a outros sectores agrícolas por exemplo nos lácteos, também a situação começa a preocupar, pois está cada vez mais difícil saber quando o seu produto chega ao mercado, havendo igualmente mercados á espera deste produto que se não forem abastecidos serão ocupados por outras marcas e assim o nosso produto ficará posteriormente parado á espera de voltar a entrar no mercado, posso adiantar que a LactoPico não envia contentores há 3 semanas.


Solicitamos a quem de direito que resolva o mais rápido possível esta situação, de forma a conseguirmos retomar o nosso mercado normal. Pois já somos muitas vezes prejudicados devido á nossa insularidade, tendo maiores dificuldades de estar no mercado, devido á nossa distancia para com os mercados mais próximos, caso do continente português. Estas são claramente situações que levam os mercados do continente a olhar para o nosso produto com desconfiança, pois normalmente são rigorosos com tempos e períodos de entrega do produto.


De referir também que os stocks de rações e outros produtos agrícolas no Pico estão a acabar devido a esta situação.


Mais uma vez pedimos a quem de direito que se resolva a situação rapidamente a bem dos agricultores do Pico.

A Direcção da AAIP.



Voltar
 Copyright © 2009 | AAIP | Desenvolvido por: Ruralbit  Home | Links | Contactos | Sitemap